fbpx

PORQUE AS ESCOLAS NÃO EVOLUEM?

Profª Ana Melo Ana Melo novembro 27, 2019 0 Comments

Há pouco tempo li um texto de Rubens Alves que falava que o corpo humano, como ele mesmo chamou de hardware humano, não tinha suporte para mentes geniais, mentes que ele nomeou de software.

Isso foi válido para grandes pensadores, filósofos que são referenciais, grandes expoentes da música que sucumbiram a loucura, na os vícios em tempos onde não havia a possibilidade de expansão de seus talentos. Hoje, o mundo girou e as mentes brilhantes continuam aflorando. Elas estão entre nós, nas nossas salas de aula, nos corredores das escolas, povoando seus pátios. São pessoas com possibilidades enormes de amplificação. A escola não consegue enquadra-las mais nos mesmos moldes da escola do século XIX.

A escola precisa aprender a se abrir ao novo e necessário tempo de mudança e transformação. Calendário, planejamento, aulas, aprendizagem, avaliação. Tudo precisa ser urgentemente reformulado.

Os estudantes não querem mais saber de cálculos matemáticos apenas, eles querem criar bancos comunitários. Ele criam aplicativos onde existe doação de tempo ocioso. São de fato seres geniais e convivem conosco – nós professores que temos dificuldade de resignificar os nossos conteúdos. Que não conseguimos sequer dourar a pílula do conhecimento que somos tão orgulhosos de deter.

Precisamos crescer todos. Escola, professores e estudantes!
Profª Ana Melo
AboutProfª Ana Melo
Graduada em Agronomia pela Universidade Federal da Bahia com habilitação para trabalho com grupos e comunidades tradicionais. Lecionou para o Ensino Fundamental e Médio, incluindo formação de professores no curso de Magistério da rede estadual de ensino nas disciplinas Ciências, Biologia e Química. Atualmente dirige o Colégio Vitória - Ilhéus/ BA - instituição que é referência regional no seu segmento. Trabalhou como voluntária em projetos assistenciais com foco em dependência química e em ONG's ambientais como educadora ambiental no desenvolvimento de oficinas, formações, palestras, entre outras ações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *